Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2021

Tangerina cravo é o produto destaque da semana (26/4)

    Preciosa fonte de vitamina C, a tangerina cravo se distingue das demais variedades pela cor mais avermelhada de sua casca, forte perfume e sabor mais doce e menos ácido. Originária da Ásia e Austrália, chegou ao Brasil no final do século 19 pelas mãos dos portugueses e hoje é cultivada e diversas partes do país. Quando o assunto é saúde, a fruta possui importantes propriedades medicinais como ações anti-inflamatórias, diuréticas e tônicas, além contribuir como um importante laxativo graças à grande quantidade de fibras. Além disso, destacamos o preparo do chá com as folhas da fruta, considerando uma bebida calmante e que combate a insônia. A indicação é tomar o chá morno antes de deitar. Na hora da compra, recomenda-se que sejam escolhidas as fruta que estejam protegidas da luz solar, pois o sol faz com que ela perca grande parte de suas propriedades nutritivas. Escolha sempre as com cascas vivas e brilhantes e que esteja

Goiaba branca e acelga estão mais em conta essa semana (26/4)

São Paulo ( 26/4/21 ) - Semanalmente, a CEAGESP (Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo) prepara uma lista com produtos com os preços no atacado em baixa, estáveis ou em alta, para você se alimentar bem e economizar mais. Confira a lista dos produtos: PRODUTOS COM PREÇOS EM BAIXA Abacate fortuna, coco verde, tangerina cravo, banana nanica, mamão papaya, mamão formosa, caqui rama-forte, tangerina poncam, goiaba branca, limão taiti, figo roxo, laranja pera, laranja lima, abobrinha italiana, batata doce rosada, chuchu, cenoura, abóbora paulista, abóbora moranga, alface crespa, alface lisa, acelga, milho verde, hortelã, cebolinha, manjericão e batata lavada.                                               PRODUTOS COM PREÇOS ESTÁVEIS Uva niágara, abacate quintal, fruta do conde, maracujá azedo, banana prata sp, abacaxi pérola, maçã gala, carambola, laranja seleta, melão amarelo, goiaba vermelha, maçã fuji, abobrinha brasileira, mandioca, mandioquinha, tomate ca

Como conservar os alimentos na geladeira

  Colocar na geladeira ou não? Sempre bate aquela dúvida se o alimento durará mais na geladeira. Porém não adianta colocarmos o produto na geladeira sem tomar alguns cuidados antes. Confira essas dicas para conservar corretamente os alimentos na geladeira: ·          Passar pano úmido nas frutas antes de colocar na geladeira ·          Secar folhas de verduras e embalar no papel toalha ·          Deixar maçãs e peras longe de folhas verdes ·          Utilizar a técnica de branqueamento antes de congelar, que consiste em ferver o alimentos (verduras e legumes) por poucos minutos e depois coloca-los em uma tigela com água gelada. Isso impede que o alimento perca os nutrientes ·          Manter o freezer a geladeira na temperatura certa e deixar a porta aberta o menor tempo possível para a temperatura não oscilar Agora basta colocar essas dicas em prática e verá maior durabilidade nos alimentos! Para mais dicas de sustentabilidade e cuidado com os alimentos você encontra disponíve

Banana nanica é o produto destaque da semana (20/4)

  Se no hemisfério norte a frase “comer uma maçã por dia mantém o médico longe” é válida, por aqui no hemisfério sul a frase deveria ser reescrita como “comer uma banana por dia mantém o médico longe”, devido aos benefícios que essa fruta traz. A banana é rica em potássio, um mineral da maior importância para o bom funcionamento do coração: uma unidade média, de 115g, fornece um terço das necessidades diárias recomendadas de potássio. Além disso, a combinação de três tipos de açúcares naturais (sacarose, frutose e glicose) combinados com suas fibra, tornam essa fruta uma excelente fonte de energia: duas bananas fornecem energia suficiente para 90 minutos de exercícios. É fonte de carboidratos, vitamina A, B6, B12 e C, ferro e cálcio. Por seu alto conteúdo de potássio, o consumo de banana é recomendado como um recuperador de energias.   Segundo dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, os baixos níveis de sódio e gordura fazem com que a banana seja incluída

Mamão e abóbora estão mais em conta essa semana (20/4)

Semanalmente, a CEAGESP (Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo) prepara uma lista com produtos com os preços no atacado em baixa, estáveis ou em alta, para você se alimentar bem e economizar mais. Confira a lista dos produtos: PRODUTOS COM PREÇOS EM BAIXA Banana nanica, mamão papaya, mamão formosa, caqui rama-forte, tangerina poncam, goiaba branca, limão taiti, figo roxo, maracujá azedo, laranja pera, laranja lima, batata doce rosada, chuchu, cenoura, abóbora japonesa, mandioca, abóbora paulista, abóbora moranga, alface crespa, alface lisa, acelga, milho verde, hortelã, cebolinha, manjericão e batata lavada. PRODUTOS COM PREÇOS ESTÁVEIS Banana prata sp, abacaxi pérola, abacate fortuna, maçã gala, carambola, laranja seleta, coco verde, tangerina cravo, melão amarelo, goiaba vermelha, maçã fuji, abobrinha italiana, abóbora seca, mandioquinha, tomate carmem, nabo, cenoura com folha, batata asterix e cebola nacional. PRODUTOS COM PREÇOS EM ALTA Melancia, caju, maçã importa

Diferenças entre peixes de água doce X peixes de água salgada

Existem diversas espécies de peixes e suas características, mas você sabia que há diferença entre os peixes de água doce e água salgada? Os peixes de água doce vivem em rios, lagos e lagoas, já os de água salgada no oceano, eles se diferem, principalmente, pelo tamanho, gordura e sabor. Peixe de água doce No Brasil, a biodiversidade de peixes de água doce é a maior do mundo. Os peixes de água doce são pequenos (comparados com os de água salgada) e absorvem mais líquidos. Por isso, sua carne é mais gordurosa e tem um sabor parecido com o de terra. Eles são altamente adaptáveis e possuem tolerância a variações de temperatura e qualidade da água, sobrevivendo e reproduzindo-se a diversos tipos de ambientes. Entre as principais espécies de peixes de água doce estão: Traíra Lambari Piava / Piapara / Piau Mandi Pintado Jundiá Tilápia Jacundá Saicanga / Branca / Tambica Cará / Acará Tucunaré   Peixe de água salgada A maioria das espécies de peixes são de

Amor-perfeito: a flor de 3 cores

  Você já imaginou em ter um amor perfeito? Lindo, cheiroso e que faz bem? Agora você pode! Basta comprar na nossa feira de flores a flor amor-perfeito e cultivá-la com carinho. A flor amor-perfeito é original da Europa e Ásia. As flores cultivadas em jardins, são híbridas, resultante do cruzamento da espécie Viola tricolor com outro gênero Viola . Elas possuem, geralmente, 3 cores em suas pétalas e não ultrapassam dos 30cm de altura. Muito cultivada em jardins, vasos, jardineiras e canteiros são utilizadas para a decoração, mas também são flores comestíveis, podendo facilmente enfeitar pratos ou serem ingredientes essenciais na fabricação de chás, geleias, saladas e bebidas. As flores amores-perfeitos são fáceis de cuidar. Elas preferem climas amenos e não suportam altas temperaturas. Além disso, gostam de sol direto ou lugares bem iluminados. São sensíveis a falta de água e por isso seu solo deve permanecer sempre úmido. Normalmente, floresce no outono e na primavera. Agora

Pacu: o peixe de dentes humanos

  Pacu é peixe muito comum no Brasil, mas você sabe tudo sobre esse peixe com dentes igual de humanos? Então confira esse texto!   O Pacu é um peixe de água doce, preferindo rios e lagos na época de cheia. Originário do Rio Paraná, Paraguai e Uruguai, é encontrado no Pantanal Mato-grossense, Rios Amazônicos e na Bacia da Prata.   No Brasil, existe mais de 20 espécies de Pacu e elas têm em comum as suas escamas pequenas e numerosas, assim como sua coloração cinza-escura e amarelo-dourado (podendo variar devido ao ambiente). Seu corpo é comprimido e alto e possui de 6 a 70 espinhos.   Uma curiosidade muito peculiar do Pacu, que intriga muita gente, são os seus dentes. Eles são molariformes e por isso se parecem muito com o de humanos.   Reprodução: HypeScience Apesar dessa esquisitice engraçada, o Pacu, que pode chegar a 50cm e 25kg, possui uma carne muito saborosa, com poucos espinhos, e por isso é muito procurado entre os pescadores e consumidores.   O Pacu oferece uma série de benefíc

Vitamina C e seus benefícios

  Você já ouviu alguém dizer para chupar uma laranja ou tomar suco de limão quando se está gripado? Isso não é lenda dos mais velhos, é real. E tudo isso, graças a vitamina C presente na laranja e no limão! A vitamina C é encontrada em diversos alimentos, incluindo frutas e vegetais, e é muito importante para o nosso corpo. Confira abaixo os benefícios da vitamina C: ·          Melhora a imunidade ·          Evita o envelhecimento da pele ·          Melhora a absorção de ferro ·          Evita problemas de visão ·          Previne e melhora resfriados e gripes ·          Diminui o estresse   Agora, confira as frutas que possuem vitamina C ·          Laranja ·          Goiaba ·          Limão ·          Morango ·          Acerola ·          Caju ·          Mamão ·          Kiwi Agora que você já sabe tudo sobre a vitamina C é hora de usar e abusar dessas deliciosas frutas e nutrientes! Fontes: Minha Vida e Uol.

Conheça os benefícios do chuchu, o produto da semana (14/4)

Originária da América Central, o chuchu é conhecido por ser um forte aliado no combate à hipertensão, por conter minerais como sódio e potássio, que regulam a pressão arterial, além de ser fonte de fibras, ter propriedades diuréticas e trazer poucas calorias, apenas 19 kcal em cada 100 gramas do produto. É rico ainda em vitaminas A, B e C, e minerais como cálcio, fósforo e ferro. É uma boa alternativa para quem quer perder peso e continuar saudável. O chuchu pode ser consumido em saladas e pratos quentes, principalmente ensopados, mas o que poucos sabem é que ele também pode ser preparado para se fazer um chá com suas folhas, que pode ser usado para tratar problemas cardiovasculares e inflamações, além de servir como um excelente diurético e que ajuda a cicatrizar feridas evitando que se formem marcas definitivas. Seu consumo também ajuda a baixar o índice de açúcar no sangue, o que pode ajudar quem sofre de diabetes. A indústria de alimentos faz uso do chuchu principalme

Figo roxo e batata lavada estão mais em conta essa semana (13/4)

Semanalmente, a CEAGESP (Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo) prepara uma lista com produtos com os preços no atacado em baixa, estáveis ou em alta, para você se alimentar bem e economizar mais. Confira a lista dos produtos:   PRODUTOS COM PREÇOS EM BAIXA Mamão formosa, caqui rama-forte, tangerina poncam, goiaba branca, limão taiti, figo roxo, maracujá azedo, laranja pera, laranja lima, abobrinha italiana, chuchu, cenoura, abóbora japonesa, mandioca, abóbora moranga, alface crespa, alface lisa, acelga, milho verde, hortelã, cebolinha, manjericão e batata lavada. PRODUTOS COM PREÇOS ESTÁVEIS Banana nanica, abacate fortuna, mamão papaya, maçã gala, carambola, laranja seleta, coco verde, tangerina cravo, melão amarelo, goiaba vermelha, maçã fuji, abobrinha brasileira, quiabo liso, batata doce rosada, abóbora paulista, abóbora seca, mandioquinha, tomate carmem, cenoura com folha, batata asterix e cebola nacional.   PRODUTOS COM PREÇOS EM ALTA Melancia, abacaxi pérola, ca

Flores comestíveis: além do enfeite

  Você sabia que existem flores comestíveis? Se a resposta foi não, você veio ao lugar certo. Leia o texto abaixo e conheça os tipos de flores comestíveis. A maioria das flores nós usamos como enfeite ou decoração, mas na verdade elas possuem outras utilidades, como por exemplo, na culinária. Não se engane ao achar que são flores extremamente incomum, caras ou raras, a maioria delas são flores que nós encontramos em floricultura, mercados e etc. Essa técnica de utilizar flores na culinária vem ganhando mais adeptos a cada ano e se tornando muito usual. Embora as pessoas acreditem que as flores são usadas apenas para enfeitar os pratos, elas também são utilizadas para a fabricação de geleias, chás, saladas, doces e infusões em vinhos e bebidas. Você, consumidor, deve estar atento a duas grandes questões que envolve a alimentação de flores. A primeira é que nem toda flor é comestível e algumas podem ser prejudiciais a nossa saúde, por isso, verifique que você não possui alergias ao

Xaréu: o peixe bom de briga

  Você já ouviu falar desse peixe? Já testou alguma receita? Se a resposta for não, você veio ao lugar certo! Confira tudo sobre esse peixe bom de briga no texto abaixo. O Xaréu, de origem espanhola, é um peixe de água salgada. Ele é conhecido por diversos nomes que variam de região para região: crevalle jack, cabeçudo, aracaroba, guaracema, guiará, xalerete, xaréu-cavalão, xaréu-macoa, xaréu olho-de-boi, entre outros. No Brasil esse peixe é encontrado no norte, sul e sudeste (desde o Amapá até o Rio Grande do Sul). Em outro países encontra-se no Oceano Pacífico Oriental e Atlântico Ocidental, mas especificamente do Canadá até a Argentina. O Xaréu, que vive em pequenos cardumes, prefere águas costeiras e recifes, pois se alimenta de outros peixes menores. Suas características físicas incluem olhos grandes e corpo ovalado e estreito. Além disso, apresenta, em sua maioria, escamas em tons azulados, prateados, dourados e amarelos. Normalmente medem 24 cm, mas, dependendo do tipo, po

Índice CEAGESP registra queda de 5,02% em março

  No primeiro trimestre, Indicador recuou 8,18% O índice de preços da CEAGESP encerra o mês de março com acentuada redução. A queda de 5,02% foi impulsionada pela redução nos preços de frutas, legumes e verduras.   A oferta e a qualidade melhoraram em razão das condições climáticas mais favoráveis e, a demanda, retraída por conta do aumento das restrições no estado de São Paulo, também impactou esta redução. Os setores de diversos (batata, alho, cebola, ovos, etc.) e pescados registraram ligeira elevação dos preços, este último impulsionado pelo maior consumo na quaresma e principalmente na semana que antecedeu a Páscoa. Em março, o setor de frutas caiu 5,78% . As principais reduções ocorreram nos preços da maçã fuji (-38,9%), do caju (-23,5%), da maçã gala (-23,4%), da laranja lima (-19,8%) e do maracujá azedo (-17,4%). As principais altas ocorreram com o mamão formosa (74,7%), com o mamão papaia (41,9%), a atemoia (28,5%), a manga palmer (27,9%) e com a uva niagara (21,1%).