Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017

Alho-poró é o produto de destaque na última semana de janeiro

Hortaliça era apreciada por gregos e romanos pelos seus benefícios a garganta - Imagem: Arquivo/CEAGESP O alho-poró é o produto em destaque na semana, pois está em oferta na CEAGESP. Também conhecido como alho-porro ou alho francês, essa hortaliça surgiu na Ásia Central e logo popularizou-se na Europa onde gregos e romanos apreciavam os benefícios do vegetal para a garganta. Conta-se que o imperador romano Nero consumia o vegetal todos os dias para ter a voz mais grave.  Fato é que o alho francês possui diversos nutrientes que fazem grande bem à saúde. Ele é rico em vitaminas A, do complexo B e C, nos minerais fósforo, ferro, cálcio e potássio além da alicina, substância capaz de fortalecer o sistema imunológico, reduzir as taxas de colesterol e ainda possui ação anti-inflamatória. O alho-poró também é fonte de antioxidantes que combatem o envelhecimento precoce e as células cancerígenas e fortalecem a flora antibacteriana. As fibras presentes nessa verdura facilita a digest

Receita da semana: QUICHE DE ALHO PORÓ COM BACON

Foto: Reprodução/Internet Alho porró ou poró? Essa dúvida vem à mente de muitos que se defrontam com essa verdura alongada e que tem o sabor entre a cebola e o alho. Originário da Ásia, logo se difundiu na Europa, onde vem sendo consumido desde antes do Império Romano (27 a.C. ao 476 d.C ) ter sido a grande potência militar, política e econômica do início da civilização. Para esclarecer, esse primo da cebolinha foi trazido ao Brasil pelos portugueses, que a chamam de alho porró ou porrô. No Brasil, foi rebatizada de alho poró, para não ser confundido com a palavra “porra”, que tem o significado de porrete, ou um tipo de bengala curta para golpear o oponente na cabeça, e também é usado como gíria para sêmen humano. Confusões à parte, o certo é que o alho poró traz inúmeros benefícios à saúde:  é rico em vitaminas A, C e do complexo B, minerais como fósforo, ferro, magnésio, potássio e cálcio. Contém alicina, uma substância que estimula o sistema imunológico do organismo, ajuda a

Melão amarelo e pimentão verde e amarelo estão mais em conta esta semana (31/1)

Semanalmente a CEAGESP (Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo) prepara uma lista com produtos com os preços no atacado em baixa, estáveis ou em alta, para você se alimentar bem e economizar mais. Confira a lista dos produtos: PRODUTOS COM PREÇOS EM BAIXA Goiaba vermelha, figo roxo, limão taiti, pêssego nacional, mamão formosa, melão amarelo, mamão papaia, batata doce rosada, abóbora paulista, pepino comum, beterraba, abóbora moranga, pimentão verde e vermelho, acelga, beterraba com folha, erva doce, couve manteiga, alho porró, repolho verde, repolho roxo, nabo, rúcula, cebolinha, milho verde, alho chinês, batata lavada, cebola nacional, canjica. PRODUTOS COM PREÇOS ESTÁVEIS Abacate, maracujá azedo, pinha, ameixa nacional, uva rosada, carambola, goiaba branca, laranja seleta, manga palmer, caju, acerola, abobrinha brasileira, pepino caipira, abóbora japonesa, abóbora seca, mandioca, cenoura com folha, batata escovada, ovos branco. PRODUTOS COM PREÇOS EM ALTA

Alimentação balanceada garante a saúde do seu corpo

Alimentação em equilíbrio ajuda a manter a saúde em dia - Imagem: Arquivo/CEAGESP A data 30 de janeiro é considerada como Dia da Saúde no Brasil e uma alimentação balanceada é um dos principais requisitos para ter uma vida saudável. Os alimentos são responsáveis por repor nutrientes em nosso organismo sem os quais nosso corpo não funciona como deveria. Os alimentos ajudam no desenvolvimento dos nossos tecidos e ainda fornecem energia. Entre os principais nutrientes que compõem um alimento saudável estão as vitaminas, os sais minerais, as proteínas, carboidratos e lipídios. Para que os nutrientes sejam bem aproveitados é preciso consumir os alimentos com equilíbrio. O excesso de comida não garante saúde. Já a desnutrição acontece quando o organismo apresenta deficiência em algum nutriente. Ela pode surgir quando a pessoa não come em quantidades necessárias ou quando apresenta alguma patologia. O déficit de vitamina D e do mineral cálcio, por exemplo, pode causar má forma

Última segunda de janeiro tem receita de salada de Grão-de-Bico, Cenoura e Batata

O verão é o momento em que muitas pessoas decidem entrar numa dieta, seja para exibir a forma durante as férias, seja pelo início de um novo ano com novas metas. A estação também pede pratos refrescantes e que hidratem o corpo já que na América do Sul as temperaturas ficam muito altas durante essa época. Por isso, durante todas as segundas-feiras do mês de janeiro a CEAGESP sugeriu receitas para tornar o seu verão mais saboroso e saudável. Salada de Grão-de-Bico, Cenoura e Batata (vegana) Ingredientes 250 g de grão-de-bico 2 batatas cortadas em cubos 1 cenoura crua ralada 1/2 xícara de azeitonas verdes picadas 2 colheres (sopa) de salsinha picada Para o molho:   1/4 de xícara de azeite 2 colheres (sopa) de mostarda Suco de 1/2 limão Sal e pimenta a gosto Preparo Deixe o grão-de-bico de molho na água por 2 horas. Escorra, coloque na panela de pressão, cubra com água e um pouco de sal. Tampe a panela e cozinhe no fogo alto até começar a pressão. Coloque

Conheça a nova fruta da CEAGESP

Arquivo CEAGESP    Você conhece uma fruta chamada olho de dragão - também conhecida como logan?   É uma novidade que está sendo comercializada desde o início de janeiro no mercado de frutas da CEAGESP.   De origem indiana e muito comercializada na China ela é composta por carboidratos, gorduras, cálcio, proteínas, vitamina C, A, B1 e B2, o olho de dragão também é fonte de ferro e potássio.   Quando ela se encontra fresca possui um gosto adocicado lembrando muito o gosto do melão, sendo muito usada nesse estado em países da Ásia como remédio para febre. Por outro lado, a fruta seca serve para combater problemas de insônia, pode também ter suas folhas como remédio para evitar o envelhecimento precoce da células.   A fruta recebe o nome popular de olho de dragão, pois o contraste da cor da fruta com sua semente se assemelha a um olho.    No Brasil ela é encontrada na cidade de Irapuru na região oeste de São Paulo.   Na CEAGESP ela é comercializada no pavilhão

Último final de semana do mês pede Varejão da CEAGESP

Venha conhecer a grande variedades de produtos do Varejão da CEAGESP - Imagem: Arquivo/CEAGESP O Varejão de final de semana da CEAGESP está pronto para receber você e sua família. Todos os sábados e domingos mais de 2000 comerciantes vendem aves, frutas, pescados, verduras, legumes, ovos, flores além de refeições prontas típicas em feiras livres como pastéis, lanches, bolos, doces, caldos de cana, refrigerante, cerveja e vários outros. Aproveite para levar o melhor para sua casa em sabor e nutrição. Seu bolso e sua saúde agradecem. Sábado – das 7h às 12h30 Domingo – 7h às 13h30 no Pavilhão Mercado Livre do Produtor (MLP) – entrada pelo Portão 3 Endereço: Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina.

Vem saber por que a gérbera é uma das flores mais vendidas do mundo

Alta procura da gérbera pode ser um bom negócio para comerciantes - Imagem: Arquivo/CEAGESP A gérbera é uma das flores mais populares e mais vendidas do mundo pela sua grande variedade de cores, características particulares e pela beleza e alegria que confere a qualquer ambiente. A gérbera é a quinta flor mais vendida no mundo e pode ser encontrada com facilidade em floriculturas, centrais de abastecimento – como a CEAGESP – e em gôndolas de supermercados. Além de decorar ambientes como residências, escritórios, estabelecimentos comerciais e espaços públicos, a gérbera ainda pode compor lindos arranjos de flores e buquês. Essa flor surgiu na África do Sul e os japoneses foram os primeiros a desenvolver variedades da planta para cultivo em vasos. Hoje existem cerca de 30 variedades de gérberas que são encontradas nas mais diferentes cores com facilidade nos países da América do Sul, África e Ásia.    As tonalidades da gérbera variam entre o branco e o vermelho - Imagem: