Pular para o conteúdo principal

No Dia da Praça, conheça as praças do ETSP

Pouca gente se dá conta, mas hoje (22/10) é comemorado em todo o Brasil o Dia da Praça. Por definição, praça é entendido como uma área pública sem construções, dentro de uma cidade; um largo, ou local aberto onde se compra e se vende; mercado, feira. Só na cidade de São Paulo, existem mais de mil praças, espalhadas pelo município. Tais espaços públicos servem como marcos e pontos de referência, que em muitas vezes servem para facilitar a locomoção e localização dentro de determinada área.



Nem sempre são praças “oficiais”, mas que foram eleitas pela comunidade. É o que acontece dentro do Entreposto Terminal São Paulo (ETSP), o maior entreposto da rede da CEAGESP, com uma área de aproximadamente 700 mil m2, onde funcionam mais de 40 galpões para a comercialização de frutas, legumes, verduras, flores e pescados. Quem frequenta o ETSP já está familiarizado com as diversas praças que existem dentro do mercado, e que foram batizadas de acordo com o produto que se é comercializado em seus arredores.

Conheça as praças que existem dentro do ETSP:
  • Praça da Uva: próximo ao portão 1, que fica perto dos pavilhões HFs e MFE-B de frutas.
  • Praça da Melancia: fica próximo ao pavilhão MFE-A de frutas, na Rua 12.
  • Praça do Coco: fica no lado oposto à Praça da Melancia, também no pavilhão MFE-A, na rua 18.
  • Praça da Sardinha: fica dentro do Frigorífico São Paulo, próximo ao pavilhão PAS.
  • Praça da Mandioca, também conhecida como Praça do Milho: fica na entrada do Pavilhão Mercado Livre do Produtor (MLP), na Rua 8.
  • Praça da Batata: fica próximo aos pavilhões AMs (setor de Diversos – coco seco, batata, alho, cebola, secos e molhados) no portão 7, onde funciona o Varejão Noturno às quartas-feiras das 14h às 22h e a Feira de Flores sobre caminhões às segundas e quintas-feiras das 0h às 14h (apesar dos comerciantes não permanecerem no local até este horário).
Para saber os horários de comercialização, acesse o nosso portal AQUI.