Pular para o conteúdo principal

Hoje é o Dia Nacional do Engenheiro Agrônomo

Pós-colheita é uma das áreas de atuação dos engenheiros agrônomos da CEAGESP / Imagem: internet

Nesta quinta-feira, 12 de outubro, além de celebrarmos o Dia das Crianças e o Dia de Nossa Senhora Aparecida, santa considerada a padroeira do Brasil, celebramos também o dia nacional de um profissional muito importante para a Companhia de Entrepostos e Armazéns de São Paulo (CEAGESP); o engenheiro agrônomo.

A data foi oficialmente regulamentada em 1933 para dar ressaltar a importância dos profissionais que atuam em diversas áreas da Agronomia, como equipamentos, planejamento, produção de animais e vegetais, além do desenvolvimento de novas tecnologias.

A CEAGESP possui em sua equipe onze engenheiros agrônomos que, distribuídos entre o entreposto da capital, do interior e nas unidades armazenadoras, colaboram com seus conhecimentos e profissionalismo para o crescimento e desenvolvimento da empresa. Atuam na área de gestão de armazenamento dos silos e graneleiros, no controle fitossanitário e no controle de qualidade, além de assuntos relacionados.

O engenheiro agrônomo Hélio Satoshi Watanabe faz parte do grupo e há 15 anos integra a Companhia. Nascido e criado no campo, sempre esteve em contato com a agricultura e isso o motivou a seguir por esse caminho profissional. Atualmente, atua na Seção de Qualidade Hortigranjeira (SECQH) e tem contribuído com seus conhecimentos de muitas formas, entre elas, o desenvolvimento de ferramentas para a melhoria da qualidade na área de hortifrúti, treinamento de estagiários, desenvolvimento de normas de classificação e palestras para todo elo da cadeia.

Hélio destaca o leque de possibilidades dentro da área: "é uma profissão que tem uma vasta atuação, não só no campo, mas também em outras áreas como a economia, processamento e educação, o que a torna muito dinâmica."

Outro integrante da equipe é David de Lima Isaac, que está na CEAGESP há seis anos e atua no Entreposto de Ribeirão Preto. David conta que seu encantamento pelas belezas naturais e sua identificação com o modo de vida no campo contribuíram para que escolhesse cursar Agronomia.

Dentre as diversas funções desempenhadas na Companhia, David coordena a Sala do Produtor, em que apoia o permissionário e as empresas na recepção, disposição, distribuição e comercialização, e o Banco de Alimentos da unidade.

Assim como Hélio, David ressalta sobre as inúmeras possibilidades da profissão: "O crescimento da população, a necessidade em alcançar índices de produtividades de alimentos cada vez maiores, a preservação dos recursos naturais e humanos abrem a esperança de oportunidades de trabalhos para o Engenheiro Agrônomo, que sempre é visto, desde longa data, como a 'Profissão do Futuro'." E acrescenta: "É importante saber que meu trabalho contribui para o bem comum e crescimento da nação, através da participação no processos produtivos e relacionamento social".

Além de contar com essa excelente equipe de profissionais, a CEAGESP também dá oportunidade para os estudantes de Agronomia estagiarem na Companhia. Marina Ribeiro é aluna do 10° semestre na Universidade Estadual Paulista (UNESP), no Campus Experimental de Registro e é estagiária na Seção de Qualidade Hortigranjeira (SECQH).

Marina nasceu no interior paulista, região onde a agricultura é muito forte. Desde pequena conviveu com esse cenário, o qual gosta muito. Hoje, quase no final do curso, diz que se identifica com a área empresarial, gestão ambiental e agronegócio.

Estagiar na CEAGESP tem sido uma enorme contribuição para seu aprendizado e sua carreira. "As pesquisas sobre pós-colheita, as idas ao mercado, a colaboração na criação das normas de classificação e as análises laboratoriais, sem dúvida, têm auxiliado cada vez mais o meu crescimento profissional", afirma a estudante.


Victor Castelo também é estagiário na SECQH e assim como Marina, tem aprendido muito na Companhia. Desce criança tem contato com o campo e a amplitude de opções de carreira que a Agronomia oferece foi o grande atrativo para que ele seguisse nessa profissão. Atualmente, é aluno do 2° semestre na Faculdade Cantareira.

Sobre estagiar na CEAGESP, Victor conta que a experiência está sendo excelente: "As áreas de pós-colheita e comercialização me atraíram bastante e estagiar aqui, tem me ajudado a compreender o funcionamento, os desafios e os problemas do entreposto e seu papel no abastecimento de alimentos em São Paulo." 
 
Os profissionais também foram homenageados em 13 de setembro, Dia Mundial do Agrônomo, mas para a CEAGESP, todos os dias é importante lembrar desses profissionais que contribuem com seus diversos talentos para que a Companhia continue sendo destaque no mundo do agronegócio. A todos, desejamos parabéns e nosso muito obrigado.