Pular para o conteúdo principal

Dia mundial da fotografia

CEAGESP sob o olhar da fotógrafa Maureen Bisilliat. / Imagem: Joyce Camargo

O Dia Mundial da Fotografia é celebrado no dia 19 de agosto, data em que é comemorado também, o dia mundial do fotógrafo.

Em 1937, Louis Daguerre desenvolveu o daguerreótipo, um processo fotográfico percursor da atual fotografia. A invenção foi reconhecida pela Academia Francesa de Ciências e em agosto de 1939, considerada como uma dádiva mundial pelo governo francês.

Mas há registros de que a primeira fotografia foi tirada em 1793 depois de um experimento iniciado em 1724 por um cientista italiano. Porém, a imagem não permanecia impressa por muito tempo.

De lá pra cá, a fotografia não parou de evoluir. Ganhou cor, ampliação e sua versão digital. Desde os tempos em que era preciso um fotógrafo para registrar os retratos, ela evoluiu e se tornou acessível para qualquer pessoa por meio das câmeras fotográficas. Primeiro, com os rolos substituíveis e depois, na versão digital.

Hoje, uma câmera fotográfica é item indispensável em um aparelho celular, que permite registrar e compartilhar via internet. Mais acessível, impossível.

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP) celebra essa data e comemora por sempre ser escolhida para cenário de trabalhos fotográficos.

Mensalmente, são realizadas as mais diferentes solicitações de fotógrafos autônomos ou profissionais de veículos de comunicação e também de estudantes de fotografia, que desejam registrar por meio de suas lentes a infraestrutura da empresa, como também, a agitada rotina do Entreposto Terminal São Paulo.

Nascida na Inglaterra e naturalizada brasileira, a renomada fotógrafa Maureen Bisilliat, 86, também escolheu a CEAGESP para realizar mais um de seus trabalhos. Ela e mais três fotógrafos da velha guarda foram convidados a deixarem seus equipamentos tradicionais de lado e a fotografarem com um celular. 

Maureen fotografou a Feira de Flores e o setor de Pescados, ambos durante a madrugada, e o resultado pôde ser conferido na exposição "Avessos e paradigmas", que ficou em cartaz no mês de maio no MIS - Museu da Imagem e do Som - na capital paulista.

Mas seu trabalho não parou por aí. A fotógrafa afirmou que deseja, ainda em 2017, retornar à CEAGESP para registrar um dia de trabalho no Entreposto, mas dessa vez de dia, para conversar com as famílias de comerciantes que trabalham há anos no mesmo local.

A CEAGESP parabeniza todos os profissionais da fotografia que contam lindas histórias por meio de imagens e se orgulha em ser cenário, pois seus registros contam a própria história da Companhia.