Pular para o conteúdo principal

Julho ainda é época de pinhão, saiba mais sobre o alimento


A semente da araucária tem sua melhor época no inverno - Imagem: Arquivo/CEAGESP

Pinhão é a semente da araucária, árvore muito comum no Sul do Brasil que, infelizmente, está em extinção. A semente comestível tem sua melhor época no mês de junho, por isso em julho ainda é possível encontrá-la com facilidade.

Esse alimento possui uma boa quantidade de gordura, mas pode auxiliar no controle de peso, pois também é fonte de ácido pinoleico, um inibidor natural de apetite. O pinhão influencia na boa circulação e ajuda na redução do colesterol ruim.

O alimento também é fonte de minerais essenciais para o funcionamento do corpo como cobre, ferro e manganês, além de ser rico nas vitaminas E e K que atuam sobre o sistema nervoso e demais tecidos do organismo humano.

Para completar suas propriedades nutritivas, o magnésio e as proteínas presentes no pinhão fornecem energia, reduzem a tensão muscular e as dores causadas por cólicas.

Para o preparo do pinhão, dê preferência aqueles com casca lisa e brilhante, em seguida lave-os muito bem e corte as suas pontinhas, dessa forma é possível ver se a polpa está clara, o pinhão que estiver com polpa escura já passou do tempo. Coloque os pinhões selecionados com água em uma panela de pressão e leve-os ao fogo. Quando a panela entrar em pressão deixe por mais 30 minutos. Depois basta esperar esfriar, descascar e servir a vontade.

Em 2016, foram comercializadas 854,10 toneladas de pinhão no Entreposto Terminal São Paulo, correspondendo a 0,2% do total de produtos vendidos no setor de Diversos da CEAGESP na capital paulista. O alimento ocupou a sétima posição no ranking do setor tanto em volume por toneladas quanto financeiro totalizando cerca de R$ 3 milhões.

É possível encontrar pinhão no setor de Diversos do ETSP que funciona de segunda à sexta-feira das 9 às 20 horas e no Varejão:

3ª e 6ª feira das 0h às 9h30
(da 2ª feira para 3ª feira e de 5ª para 6ª feira – inclusive aos feriados)
Pavilhão Mercado Livre do Produtor (MLP) - Estacionamento pelos portões 4 e 7

2ª e 5ª feira das 2h às 14h* (inclusive aos feriados)
*os comerciantes costumam encerrar a comercialização antes das 10h
Praça da Batata - Estacionamento pelos portões 6 e 18 (veículos pequenos) e portão 7 (veículos grandes)

Endereço: Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina.