Pular para o conteúdo principal

Aproveite o melhor da primavera

Foto: Divulgação CEAGESP/CODCO
Exatamente à 5h20 do dia 23 de setembro deste ano, tem início a primavera no Brasil. A chegada desta estação nos presenteia com o visual colorido e encantador das flores desabrochadas pelo menos até o dia 21 de dezembro.

Essa época é sinalizada pelos dias mais longos com doze horas de iluminação do Sol, efeito gerado pelo equinócio, que é quando a luz do astro tem maior intensidade sobre regiões próximas à linha do Equador.

Para atenuar o clima quente da época e aproveitar o charme que as flores tem, decore sua casa ou ambiente de trabalho com plantinhas. Elas são responsáveis por purificar o ar em seu processo de fotossíntese e umedecer e reter poeira do ambiente, o que melhora nossa respiração e nos dá mais qualidade de vida.

Além destes benefícios, segundo uma pesquisa da A& M Universidade do Texas, um dos melhores centros de pesquisa norte-americano em genética animal, receber flores de presente traz uma melhora significativa no estado de humor, ajuda a memorização e a produtividade de funcionários. Os resultados deste estudo também mostraram que o contato com as plantas pode gerar ideias criativas e aumentar a capacidade de resolver problemas.

Com tantas qualidades da estação das flores, é bom conhecer um lugar onde você desfrute de tudo isso. A Feira de Flores que acontece no pavilhão Mercado Livre do Produtor (MLP) da CEAGESP é a maior do segmento no país e reúne plantas, flores, vasos artesanais, decorações e até árvores carregadas de frutos num espaço com 1200 expositores.

Foto: Divulgação CEAGESP/CODCO

A diversidade de flores, oferta de preços e qualidade dos produtos encontrados na Feira de Flores atrai diariamente cerca de 5 a 8 mil visitantes. Vale a pena visitá-la para apreciar o espetáculo de paisagens, que nos transporta a um campo florido cheio de cores e vida.
 
SERVIÇO

Feira de Flores da CEAGESP
No pavilhão Mercado Livre do Produtor (MLP) 
Terças e sextas das 0h às 8h30. Entrada pelos portões 4 e 7 da Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946, na Vila Leopoldina em São Paulo.



(Texto: Felipe Paciullo)