Pular para o conteúdo principal

Copa do Mundo a todo vapor e agora é a vez do Grupo G

Ainda há muita competição pela frente e no clima especial da época, chegou a hora de conhecermos um pouco sobre os países que compõem o Grupo D na Copa do Mundo e sua culinária. São eles: Bélgica, Inglaterra, Tunísia e Panamá. Vamos lá?

Bélgica
Pequeno, populoso e localizado entre a França, a Holanda e a Alemanha, o Reino da Bélgica, cuja capital é Bruxelas, é considerado um país com ótima qualidade de vida, e apesar de ter uma menor região territorial, é o país europeu com o maior número de castelos por metro quadro do mundo.
Para quem gosta de cerveja e chocolate o país é o local certo para turistar. Dizem que são mais de mil as marcas existentes, inclusive algumas, preparadas por monges mosteiros. E quando o paladar pedir algo mais doce, é só escolher entre os mais de 2000 chocolateiros do país, incluindo a marca Godiva, muito conhecida por aqui.
Dois itens muito apreciados na culinária brasileira tem um toque bélgico em sua origem. Não se sabe ao certo se a couve-de-bruxelas (uma espécie de couve em miniatura) surgiu na região que leva seu nome, mas é certo que ganhou o mundo a partir desse país. O outro é a batata frita, a invenção belga que revolucionou a culinária mundial e que possui registros desde 1681.
Couve-de-Bruxelas
Batata frita
Inglaterra
Residência oficial da Rainha e terra dos populares garotos de Liverpool, os Beatles, a Inglaterra é uma das nações que constituem o Reino Unido e considerada o berço do esporte que defende na Copa do Mundo, o futebol. Além dele, foi lá que nasceram também outros esportes como o hockey de campo, o tênis e o rugby.
Conhecidos por sua impecável pontualidade, os ingleses são os maiores consumidores de chá do mundo e se passar por lá, não hesite em passar em uma cafeteria para o tradicional chá das cinco, ou Five O’clock Tea, principalmente se for um bom chá preto com leite, o mais preferido. Caso queira algo mais agitado, há mais de 5 mil pubs (bares) espalhados só em Londres, mas cuidado, porque caso alguém fique embriagado, os funcionários suspendem a bebida e chamam a polícia para levar a pessoa para casa.
Embora com nomes em inglês, muitos pratos servidos no país possuem em sua receita ingredientes bem populares para o paladar brasileiro. O principal, por exemplo, é o Fish and Chips, tradicional prato de peixe empanado, frito e temperado com sal e vinagre de malte, acompanhado por batata frita.
Outro prato comum é o Bubble and Squeak, que são rodelas feitas com batatas e vegetais, geralmente as sobras do dia anterior. Podem ser usadas ervilhas, repolho e cenoura, que depois de misturados com o purê de batatas, é cortado em rodelas e frito.
Fish and Chips
Bubble and Squeak
Tunísia
Localizada no continente africano, a Tunísia é um destino muito procurado por turistas alemães, franceses e italianos, graças aos seus diversos sítios arqueológicos, cidades históricas e lindas praias.
Quem já foi, recomenda sem pensar duas vezes, o tradicional chá de menta com pinhões acompanhado por deliciosos frutos secos, principalmente as tâmaras, muito consumida por lá. Os doces tunisianos também fazem muito sucesso e na maioria, levam em sua composição massa folhada, mel e amêndoas.
Além dos frutos secos, é muito comum o consumo de legumes, carnes, peixes, e cuscuz. Este último, por sinal, é sucesso em quase toda a África do Norte. Geralmente, as refeições começam com uma salada de tomate, alface, pepinos e brik, uma massa para envolver ovo cozido e legumes. No litoral, onde o consumo de peixes e mariscos é maior, costuma-se servir a chorba, uma sopa de peixe com tomate. 
Um molho que é praticamente a marca registrada da região é o Harissa, que vai muito bem com carnes e cuscuz marroquino e que é muito fácil de preparar. Esse dá pra fazer em casa. Confira!

Molho Harissa
Molho Harissa
Ingredientes
Rende: 600 g, aproximadamente
60 g de pimenta vermelha seca
3 colheres (sopa) de sementes de cominho
2 1/2 colheres (sopa) de sementes de coentro
2 1/2 colheres (sopa) de sementes de erva-doce
1 colher (sopa) de sementes de alcaravia
45 g de alho
1 colher (sopa) de sal
225 ml de vinagre de vinho branco
225 ml de azeite

Modo de preparo
Preparo:20mins  ›  Tempo adicional:1hora de molho  ›  Pronto em:1hora20mins
Retire e descarte as sementes das pimentas. Coloque-as de molho numa tigela com água quente e deixe descansar por 1 hora.
Enquanto isso, junte o cominho, coentro, erva-doce e alcaravia numa frigideira em fogo alto e toste por 3 minutos, mexendo sempre, sem deixar queimar. Retire imediatamente e macere as sementes num pilãozinho.
Escorra as pimentas e reserve alguma colheres (sopa) da água do molho.
Bata o alho com um pouco da água do molho no processador até ficar homogêneo. Junte as pimentas, sementes, sal e vinagre. Bata por alguns minutos até ficar homogêneo.
Com o processador ligado, vá colocando o azeite em fio aos poucos. Pare quando o molho tiver adquirido a consistência de uma pasta (pode ser que você não precise usar todo o azeite).

Panamá
Com a segunda maior economia da América Central, o Panamá é um país com muitas belezas naturais. Sua capital, a Cidade do Panamá, é conhecida como a “Dubai” da América Latina, graças ao crescimento imobiliário e ao alto investimento no turismo, hotéis e restaurantes. O próprio governo incentiva os turistas a darem uma passadinha no Panamá antes de irem ao Caribe, oferecendo seguro médico gratuito por 30 dias.
Foto obrigatória de quem passa pelo país é a do centenário Canal do Panamá, o enorme elevador de água que leva os navios do Oceano Pacífico ao Oceano Atlântico e considerado como uma das sete maravilhas do mundo. Das varandas do Centro de Visitantes é possível apreciar a abertura e o fechamento das eclusas, à medida que as embarcações passam.
Na culinária, destacam-se diversos pratos com peixes e mariscos e pratos tradicionais como a Ropa Vieja (carne salgada com cebola, alho e pimentões servido com arroz amarelo). Destaque também para o Sancocho, um cozido com diversos tipos de carnes (frango, galinha, porco e vaca) acompanhados por inhame, mandioca, milho e otoe (que se parece com cará).

Ropa Vieja
Sancocho